segunda-feira, 24 de junho de 2019

chapa mamba no RJ



Mais uma rara apresentação da Chapa Mamba! 13 de julho, no Rio de Janeiro. Evento aqui.

fim do mundo 2



No dia 6 de julho estarei na LAJE (SP) com um poster inédito, impresso em serigrafia 3 cores, participando da exposição FIM DO MUNDO 2, com mais 12 artistas.


FIM DO MUNDO na LAJE
Exposição e venda de serigrafias exclusivas
06/07 Sábado
14h-22h
Rua João Ramalho 1494
Perdizes - São Paulo


terça-feira, 21 de maio de 2019

feira dente 2019




Estarei em Brasília no dia 8 de junho, participando da Feira Dente 2019. Possivelmente com novidades.

segunda-feira, 13 de maio de 2019

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

momo vem aí!

O lucrativo mercado de marchinhas para a folia momesca já teve seu centro gravitacional em um pequeno café no Rio de Janeiro. Conheça a história do lendário Café Nice, o lugar onde essa tradição teve o seu auge, entre os anos 1940-50, neste texto publicado no Chupa Manga Zine.

Leia no medium
Leia no tumblr

quinta-feira, 22 de novembro de 2018

GREVE GERAL

Tudo começou com a banda do programa de auditório. Cansados das interrupções da claquete, e movidos por altos ideais polifônicos, os músicos decidiram boicotar a vinheta de abertura daquela noite. E poderia ter passado batido, não fosse o silêncio constrangedor bem na hora do jingle dos patrocinadores — graças ao apoio imediato do técnico de som. O atônito apresentador ainda fez piada para as câmeras, desculpou-se culpando problemas técnicos mas, após o intervalo e ao longo do segundo quadro, já havia ficado claro que nem mais uma notazinha sequer sairia dos instrumentos no palco.

quarta-feira, 14 de novembro de 2018

numa boa

quinta-feira, 25 de outubro de 2018

coragem

segunda-feira, 15 de outubro de 2018

isentão três em um

sexta-feira, 27 de julho de 2018

lançamento em são paulo



Lançamento da Coleção Chupa Manga Zine nº 3-10 em São Paulo
@ Banca Tatuí (Rua Barão de Tatuí 275 - Santa Cecília)
Sábado, 04/08/2018, 16h


Uma das poucas gravadoras nacionais com publicação impressa periódica, Chupa Manga Records é um selo-de-um-homem-só criado por Stêvz no Rio de Janeiro em 2014, atualmente em operação em Porto Alegre e de mudança para São Paulo muito em breve. As últimas oito edições esgotadas do “Chupa Manga Zine” estão reunidas neste livro de 220 páginas de textos, ensaios, entrevistas, resenhas, transcrições e quadrinhos sobre música, daquele jeito eclético que só um selo obscuro como esse poderia correr o risco mercadológico de lançar.

segunda-feira, 2 de julho de 2018

coletânea chupa manga zine




Vou lançar uma coletânea com as últimas 8 edições do zine da Chupa Manga Records, na íntegra. São 220 páginas com textos, ensaios, entrevistas, transcrições e quadrinhos sobre música, num apanhado editorial bem específico e esquizofrênico. Basicamente, entra tudo o que der na telha, dentro do tema. O zine continua no segundo semestre, provavelmente bimestral, como tem sido. Enquanto isso, a coletânea está em pré-venda aqui, com preço promocional até 22 de julho.

segunda-feira, 4 de junho de 2018

impostor



disco novo via chupa manga recs.

domingo, 4 de março de 2018

le lab de lux 2



tá no ar aquele EP de 2015 que o chapa mamba gravou em brasília e algum dia vai sair em vinil de sete polegadas pela lombra records.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

rabanadas



Pra fechar o ano, o EP de estreia dos Rabanadas, banda nova que fiz com a Clara, que sempre quis tocar bateria. Tudo caseiro e na base da diversão. E tem até um cover de Stooges!

terça-feira, 3 de outubro de 2017

o otorrinolaringologista




Comecei essa música há uns dez anos, talvez mais. Havia gravado uma demo bem simples em 2006 ou 7 mas ainda achava que faltava alguma coisa na composição -- apesar de algumas ideias interessantes (o guarani, o hino nacional) a harmonia era muito simples, o ritmo muito apressado, e não consegui dar prosseguimento. Um ano atrás tentei retomá-la, decidi acrescentar mais algumas estrofes à letra e comecei a variar um pouco os acordes, pensar em outros instrumentos. Até gravei uma guia bem tosca, mexi na velocidade, mudei o tom, recortei e colei um monte de coisa, mas empaquei de novo. Acabei mandando para o meu chapa Stanislav, na Eslováquia, para ver se ele gravava uma bateria e talvez isso me ajudasse a terminar o resto. Ele mandou o arquivo de volta, que ficou novamente parado no meu computador. Nos últimos meses eu estava gravando/compondo/tocando algo todos os dias, mas ainda não sabia o que fazer com essa música. No feriado da independência (nada mais simbólico) fomos passar uns dias no litoral, e talvez tenha sido exatamente o respiro que eu precisava para voltar com novos ouvidos, tomar coragem e abrir novamente aquele arquivo. Terminei tudo em dois dias, obcecado. É uma música bobinha, mas me deixa orgulhoso. Vai sair em vinil artesanal transparente, com umas 5 cópias apenas. O lado B é uma outra canção antiga da mesma época, também com a bateria do Stano, e que já estava pronta há provavelmente um ano, esperando uma companhia. As duas iam fazer parte de um novo lançamento da Quadrúpede Orquestra que não aconteceu -- a voz e o violão da segunda foram gravados na casa do Mallogro/Pâncreas em 2007 --, mas achei melhor botar mesmo o meu nome e lançar como um  trabalho solo. É engraçado retomar coisas antigas assim. No caso, acho que ambas ainda funcionam, e talvez só agora eu tivesse mesmo condições de terminá-las. Nada como o tempo para testar e amadurecer as ideias.

terça-feira, 19 de setembro de 2017

teaser: novo single em vinil



em outubro lanço mais um trabalho solo pela chupa manga recs., vai estar disponível na internet e em vinil de sete polegadas com tiragem limitadíssima. deve rolar uma pré-venda.

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

♫ KARAOKE VOL.001




Apelando para o inconsciente coletivo como forma de fixação mental das composições no catálogo da Chupa Manga Recs. (em forma esquemática e totalmente despidas de seus elementos orgânicos), passei alguns dias completamente obcecado em transformar algumas delas em versões baratas de karaokê. Num misto de incredulidade e seriíssima dedicação, tamanho esforço — cerca de 6 horas por música, em média, entre transcrever todos os arranjos, programar instrumentos e sintetizadores, mixar as faixas, separar fundos pitorescos, editar transições excêntricas e sincronizar letras e melodias — prova mais uma vez até a que pontos extremos estamos dispostos a chegar para manter entretido o nosso estimado público ou, ao menos, para não perder a piada. Divirtam-se!

quinta-feira, 24 de agosto de 2017

presente

saiu mais um disco do chapa mamba, via meu selo chupa manga records. tudo gravado de forma caseira, faça-você-mesmo, como sempre. dá pra assistir uma espécie de "making of" aqui, com as poucas cenas que consegui captar durante as sessões de baixo e bateria.


segunda-feira, 10 de julho de 2017

te mostro o meu café da manhã se você me mostrar o seu

Com a chegada dos stories e transmissões ao vivo, o meio influencia novamente a mensagem dos ansiosos habitantes do planeta. Se antes era preciso — ou deveria ser — pensar duas vezes antes de decidir compartilhar insights, piadas internas, textos e imagens pessoais, agora o impulso toma definitivamente a dianteira. Ou será que não? [continue lendo]

terça-feira, 20 de junho de 2017

o dente ausente

Lancei esse zine na Feira Dente deste ano, em Brasília. As cópias acabaram, mas aí está a versão digital -- com a desvantagem de não ser realmente interativa como a original.