terça-feira, 13 de maio de 2008

livro pra criança

O nome era Jano e a Máquina de Fazer Música, e viria com trilha sonora e tudo.

quem sabe
qualquer dia termino...


Quando Jano era pequeno a música vinha em discos feitos de cêra de ouvido. Pra ouvir, era preciso pegar um daqueles mosquitos que zunem a noite inteira e não deixam a gente dormir, e do focinho dele fazer uma agulha que lambia o disco que girava. Ou então caçar uma música perdida no meio das ondas do rádio, rodando o contador com precisão milimétrica, nem-muito-pra-lá-nem-muito-pra-cá. Mesmo assim, às vezes acabava-se ouvindo duas músicas ao mesmo tempo, que estavam tão coladinhas que não dava pra escolher só uma.


Um dia Jano descobriu que aquele móvel esquisito que ficava no canto da sala não era móvel coisa nenhuma, e estava com a boca aberta mostrando os dentões de marfim num sorriso esquisito. E ele não devia escovar muito bem os dentes, porque alguns eram pretos e lá dentro da garganta já havia até teia de aranha nas cordas vocais do coitado.

.


Nenhum comentário: