quarta-feira, 14 de julho de 2010

paciência perecível



hoje em dia
o prazo de validade das coisas
é o tempo de espera
na fila do caixa rápido

Um comentário:

biu disse...

eu só consegui acordar hoje depois de me acostumar com a vertigem da queda do sonho de ontem.